HÁ 12 ANOS A PROMOVER A MÚSICA MODERNA PORTUGUESA


A zona desportiva de Pechão, ali mesmo junto à Ribeira de Bela Mandil, no próximo dia 9 de Junho, quarta-feira, pelas 22h, recebe a XIIª edição do ROCK NA RIBEIRA Flor do Sal em Pechão.
Este ano com Macacos do Chinês, Punk' Mantega, Fora da Bóia e Dharma Project, quatro propostas das novas tendências da música moderna portuguesa.
O ROCK NA RIBEIRA é um festival de música moderna portuguesa que a Freguesia de Pechão promove há 12 anos, dedicando especial atenção às bandas oriundas do Algarve, principalmente do concelho de Olhão. O evento é hoje uma referência na região e tem vindo a afirmar-se no panorama da música moderna portuguesa; pelo seu palco passaram Toranja, Reacções Verbais, Camaleão Azul, Linda Martini, The Vicious Five, Mindlock, Murangus, La Plante Mutante, entre outros.
Uma iniciativa promovida pela Junta de Freguesia de Pechão em parceria com o Grupo Motard de Pechão e o Clube Oriental de Pechão e o apoio da Câmara Municipal de Olhão.

CONHEÇA AS BANDAS PARA 2010

Macacos do Chinês

Macacos do Chinês são uma banda rap formada em 2007, composta por Miguel Pité (Skillaz), André Pinheiro (Apache), Alexandre Talhinhas (Alex), Pedro Silva (Drupez) e Tiago Morna. Já tocaram em grandes palcos, como Rock in Rio, juntamente com os Buraka Som Sistema. Ate à data, lançaram um álbum: Ruídos Reais, em 2009, descrito como representativo da "bipolaridade de estilos musicais" do grupo da Amadora. Ruídos Reais toca todos os espectros do género “Urban Music”, tornando-se uma viagem entre Lisboa e o resto dos países que Portugal tocou directa ou indirectamente. Demonstra uma capacidade de reunir símbolos intrinsecamente portugueses como a guitarra portuguesa, presente em quase todos os temas, a cultura e arte em temas como Pessoa e Saudade e a capacidade de incluir influências com raízes londrinas no caso de Plutão, Domingo ou Racismo. Os Macacos do Chinês mostram uma capacidade de expressar musicalmente o que apreendem do quotidiano, com criatividade e flexibilidade contemporânea sem nunca esquecerem as raízes portuguesas.

Punk' Mantega

Punk c’Mantega é uma banda de Punk Rock cantado em Português, originária da cidade de Olhão. Constituída por cinco elementos: João Relógio, na voz, João Bernardo, no baixo e segunda voz, João Inácio, na guitarra e segunda voz, Jorge Sousa, na guitarra e segunda voz, e Bruno Henriques, na bateria. Nos quase dez anos de existência, os Punk c’Mantega tiveram o prazer de percorrer o país de norte a sul e partilhar os palcos com grandes bandas a nível nacional e internacional. A atitude rebelde, enérgica e inconformista dos Punk c’Mantega manifesta uma mensagem de revolta perante as injustiças da sociedade em que vivemos, procurando combater o que consideram estar errado através das suas letras e da sua musicalidade.

Fora da Bóia

Fora da Bóia nasceu no Verão de 2007 com a junção de seis amigos algarvios. Envoltos na magia do rock português e do pop, tentaram levar aos seus ouvintes toda a energia interessante que os leva a subir ao palco. A banda é composta pelo Joe Brita, na voz, Diogo Simão, na bateria, Wilson Pires, no baixo, Márcio Marreiros, na guitarra, Diogo Picam, na guitarra e segunda voz. Assumem influências dos Ornatos Violeta,Toranja, Da Weasel, Expensive Soul, Charlie Brown Jr.

 Dharma Project

 

Dharma Project é a banda vencedora da 2ª edição do concurso Abril Bandas Mil. Surgiram em 2006, na Trafaria, Concelho de Almada. Cláudio Pinto e alguns amigos decidem levar a cabo mais um sonho e nasce “From Inside Out ”, o primeiro original, que inicia a caminhada Dharma Project. No ano seguinte, Cátia Amorim Crisóstomo junta-se a Cláudio Pinto e tornam-se a base sólida do projecto.Com algumas mexidas nos restantes elementos da formação, eis que chegam à sua formação final: Cátia Amorim Crisóstomo, na voz, Cláudio Pinto, no baixo, João Ramos, guitarra eléctrica, e Ricardo Neves, na bateria.
O nome Dharma nasce de uma vontade enorme de inovar e aprender, pois quando escrito em letra maiúscula significa “ensinamentos” e tem também como significado espiritual “o caminho para a verdade superior”. Dharma Project é um projecto em constante aprendizagem e evolução dentro da sua própria identidade musical, tentando marcar assim o seu lugar no panorama musical actual.
Com a maqueta “Muzik Feel” apresentada em Dezembro de 2008, o projecto conseguiu garantir em 2009 uma regularidade aceitável de concertos, recebendo um óptimo retorno da opinião do público. A nova maqueta “Sessions 2.0”, já gravada com a actual formação, mostra quatro originais incluídos no “Muzik Feel” com uma sonoridade muito mais Rock e mais poderosa e faz prometer um 2010 cheio de surpresas e muitos concertos.

 

 

(voltar)

Textos elaborados e da responsabilidade das bandas